Acompanhe todas as informações atualizadas do Atlético pelo Twitter.
Siga o Paixão em Preto e Branco.

 



Agora chegou nossa vez de invadir a maior comunidade mundial de relacionamentos.
Participem da comunidade Paixão em Preto e Branco no Orkut.

 



Tulio Velloso, nascido e criado em BH desde 23/11/81, ATLETICANO doente que adora ir ao Mineirão pra vibrar com a 'massa' ao som do hino do Galo e gritar: "Empurra as bichas".






 
















Escudo


Galo Volpi


Galo Ziraldo


Galo Doido


Galo 2005


Site oficial
Camisa Doze
O Canto do Galo
Copo Sujo
Doutores do Futebol
Fanático das Gerais
Galo é Amor
Galo Forever
Galo Sempre
Lances e Nuances
Massativa
Movimento 105 minutos
Terreiro do Galo
Vamos ganhar Galo
Blog do Massi
Futebol Mineiro


27/11/2011 a 03/12/2011
02/05/2010 a 08/05/2010
21/02/2010 a 27/02/2010
14/02/2010 a 20/02/2010
07/02/2010 a 13/02/2010
24/01/2010 a 30/01/2010
17/01/2010 a 23/01/2010
03/01/2010 a 09/01/2010
27/12/2009 a 02/01/2010
06/12/2009 a 12/12/2009
22/11/2009 a 28/11/2009
15/11/2009 a 21/11/2009
08/11/2009 a 14/11/2009
01/11/2009 a 07/11/2009
25/10/2009 a 31/10/2009
18/10/2009 a 24/10/2009
11/10/2009 a 17/10/2009
26/10/2008 a 01/11/2008
27/07/2008 a 02/08/2008
20/07/2008 a 26/07/2008
13/07/2008 a 19/07/2008
06/07/2008 a 12/07/2008
15/06/2008 a 21/06/2008
08/06/2008 a 14/06/2008
01/06/2008 a 07/06/2008
25/05/2008 a 31/05/2008
18/05/2008 a 24/05/2008
11/05/2008 a 17/05/2008
04/05/2008 a 10/05/2008
27/04/2008 a 03/05/2008
20/04/2008 a 26/04/2008
13/04/2008 a 19/04/2008
06/04/2008 a 12/04/2008
30/03/2008 a 05/04/2008
23/03/2008 a 29/03/2008
16/03/2008 a 22/03/2008
09/03/2008 a 15/03/2008
02/03/2008 a 08/03/2008
24/02/2008 a 01/03/2008
17/02/2008 a 23/02/2008
10/02/2008 a 16/02/2008
03/02/2008 a 09/02/2008
27/01/2008 a 02/02/2008
20/01/2008 a 26/01/2008
13/01/2008 a 19/01/2008

Dê uma nota para meu blog


Indique esse Blog


pessoas online


pessoas por aqui.




. Hino Oficial do Galo

download

. Hino do Galo
Revista Placar 2006
download

. Hino do Galo
Revista Placar
download

. Hino do Galo Acústico
Wilson Sideral
download

. Hino do Galo
Pato Fu

download

. "Segundo" hino do Galo
download

. Canto da Alvorada
download

. Bica Galo
download

. Gols do Galo
download

. CD Comemorativo
download




Ser atleticano
download

Galo 2006
download




Galo no Youtube
download




Quebra-cabeça


download



Todos os papéis de parede abaixo estão disponíveis para visualização no Flickr, divididas em três álbuns:

Ídolos do Galo
download

Musas do Galo
download

Demais imagens
download


Para download das imagens, há duas opções. Aqui pelo site (Filefactory) ou pelo próprio Flickr (quando visualizar as imagens).























































































 





TODA ARROGÂNCIA SERÁ CASTIGADA!


Demorou 1 ano e meio, mas finalmente veio a nova atualização do Paixão em Preto e Branco.

E para voltar em grande estilo, nada melhor que postar um pequeno prelúdio da queda das marias..
.





#DerrubaElasGalo.


Saudações alvinegras.




Para seguir o Paixão em Preto e Branco no Twitter, clique aqui.



Postado por: Tulio Velloso às 23h36
- envie esta mensagem

WALLPAPERS PARA DOWNLOAD

Horas antes do jogaço decisivo de logo mais, entre Atlético e Santos na Vila Belmiro, nada melhor que baixar alguns wallpapers (papéis de parede) do Galo referentes ao Campeonato Mineiro 2010.

Poster de campeão Mineiro 2010 É campeão Deigo Tardelli Marques Fabiano

Para conferir estes e mais outros wallpapers comemorativos do Campeonato Mineiro de 2010, clique aqui. Você vai acessar o Flickr e poderá baixar as imagens diretamente do site, tanto para monitores "quadrados" quanto para os "widescreen", para deixar a tela do seu computador com o seu papel de parede preferido.
Em breve todas as imagens estarão disponíveis para download num arquivo único.


Que o Galo entre em campo hoje com raça e determinado a castigar novamente toda arrogância não só dos "meninos" da Vila, como também da imprensa bairrista do eixo Rio-São Paulo
.


Saudações alvinegras.




Para seguir o Paixão em Preto e Branco no Twitter, clique aqui.
Para acessar o Flickr com wallpapers inéditos do Atlético, clique aqui.



Postado por: Tulio Velloso às 19h12
- envie esta mensagem


O Atlético venceu o Ipatinga por 2x0, anteontem, e conquistou seu 40º título mineiro, com gols dos ídolos Diego Tardelli e Marques. O jogo, que teve um público recorde dentre todos os campeonatos estaduais de 2010 (quase 61 mil pagantes), começou e terminou com uma festa incrível, que se estendeu pelas ruas da capital mineira noite adentro.
Com o título, o Galo se tornou o único clube da 1ª divisão do futebol brasileiro a conquistar 40 títulos regionais. Se não bastasse isso, o atacante Marques fez uma bela homenagem ao clube e levou a torcida ap delírio no 2º gol atleticano, mostrando a todos porque é considerado o maior ídolo do clube após Reinaldo. Diego Tardelli, outro candidato a ídolo eterno da Massa, tirou sarro do rival alvinegro ao lustrar a taça de campeão com uma flanela.

Confira abaixo a campanha do Atlético no Campeonato Mineiro, com a ficha técnica de todos os jogos (Fonte: site oficial).


AMÉRICA 1 x 1 ATLÉTICO
Motivo: 1º rodada do Campeonato Mineiro 2010
Data: 24/01/2010
Local: Estádio Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Árbitro: Cleisson Veloso Pereira (MG) 

Auxiliares: Helberth Costa Andrade (MG) e Guilherme Dias Camilo (MG)
Público: 39.123
Renda: R$ 591.735,00
Gols: Rodrigo (6'), Fabiano (54')
Cartões Amarelos: Jonílson, Correa (Atlético); Nando, Leandro Ferreira, Rodrigo, Luciano, Dudu (América)
Cartões Vermelhos: Jonílson (Atlético), Nando (América)
 
América
Flávio, Nando, Micão, Wellington Paulo, Zé Rodolfo, Moisés ( Dudu), Leandro Ferreira, Danilo, Laércio (Léo), Rodrigo (Irênio), Luciano. Técnico: Marco Aurélio

Atlético
Aranha, Coelho, Jairo Campos, Werley, Leandro (Júnior), Jonílson, Correa, Ricardinho, Evandro (Fabiano ), Muriqui (Marques), Diego Tardelli. Técnico: Vanderlei Luxemburgo.



ATLÉTICO 3 x 2 TUPI
Motivo: 2º rodada do Campeonato Mineiro 2010
Data: 31/01/2010
Local: Estádio Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Árbitro: Renato Cardoso Conceição (MG)
Auxiliares: Márcio Eustáquio Santiago (Fifa-MG) e Pablo Almeida Costa (MG)
Público: 18.968

Renda: R$ 271.915,00

Gols: Coelho(63), Diego Tardelli(40), Róbson(27), Adenílson(70), Muriqui(71)
Cartões Amarelos: Adenílson (Tupi/MG), Assis (Tupi/MG), Léo Salino (Tupi/MG)

Atlético
Carini, Coelho, Jairo Campos, Werley, Leandro, Fabiano (Marques), Correa, Evandro (Renan Oliveira), Muriqui (Júnior), Diego Tardelli, Ricardinho. Técnico: Vanderlei Luxemburgo.

Tupi
Eládio, Henrique (Marco Aurélio), Rizo, Fabrício Soares, Michel, Marcelinho, Léo Salino, Assis, Adenílson, Róbson (Yan), Samuel ( César). Técnico: Leonardo Condé.



ATLÉTICO 1 x 1 IPATINGA
Motivo: 3º rodada do Campeonato Mineiro 2010
Data: 07/02/2010
Local: Estádio Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Árbitro: Emerson de Almeida Ferreira (MG) 

Auxiliares: Guilherme Dias Camilo (MG) e Jair Albano Felix (MG)
Público: 28.749
Renda: R$ 425.112,00
Gols: Jajá (49'), Muriqui(86')
Cartões Amarelos: Jairo Campos, Zé Luís, Marques (Atlético); Jajá, Max, Thiago Matias, Douglas, Márcio Alemão (Ipatinga/MG)

Atlético
Carini, Coelho, Jairo Campos, Werley, Leandro, Zé Luís, Fabiano (Carlos Alberto), Ricardinho (Renan Oliveira), Muriqui, Diego Tardelli, Obina (Marques). Técnico: Vanderlei Luxemburgo.

Ipatinga
Douglas; Márcio Alemão, Thiago Matias e Max; Luizinho, Jaílton, Max Carrasco, Francismar (Reina) e Marinho Donizete; Jajá (Leanderson) e Amilton (Joabe). Técnico: Gilson Kleina.



UBERABA 2 x 2 ATLÉTICO
Motivo: 4ª rodada do Campeonato Mineiro
Local: Estádio Uberabão, em Uberaba (MG)
Data: 13 de janeiro de 2010, sábado

Gols: Obina, Muriqui (Atlético); André Nascimento, Douglas (Uberaba)
Público: 5.578
Renda: R$ 72.870,00
Árbitro: André Luiz Martins Dias Lopes
Assistentes: Márcio Eustáquio Santiago e Jair Albano Félix
Cartões Amarelos: Fabiano, Gustavo e Rogério (Uberaba); Cáceres, Correa, Muriqui e Jonílson (Atlético)
Cartões Vermelhos: Fabiano (Uberaba); Cáceres (Atlético)

Uberaba
Fernando; Ivonaldo, Rogério, Balduíno e Fabiano; Gustavo, Valtinho, Zé Maria (Thiago Marinho) e Rafael Ipuã (David); Dinei e André Nascimento (Douglas). Técnico: Marcos Birigui.

Atlético
Carini; Coelho, Jairo Campos, Cáceres e Leandro; Zé Luis, Correa (Jonílson), Ricardinho e Muriqui (Renan Oliveira); Diego Tardelli e Obina (Werley). Técnico: Vanderlei Luxemburgo.



ATLÉTICO 1 x 3 MARIAS
Local: Estádio Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Data: 20 de fevereiro de 2010
Gols: Jairo Campos, Gil, Leonardo Silva, Roger
Público: 41.591
Renda: R$ 988.278,00
Árbitro: Renato Cardoso Conceição (MG)
Assistentes: Guilherme Dias Camilo (MG) e Jair Albano Félix (MG)
Cartões amarelos: Leandro, Jonílson, Coelho, Jairo Campos (Atlético); Kléber (marias)

Atlético
Carini; Coelho, Werley, Jairo Campos e Leandro; Jonílson (Marques), Correa, Ricardinho (Junior) e Renan Oliveira (Obina); Muriqui e Diego Tardelli. Técnico: Vanderley Luxemburgo.

marias
Fábio; Jonathan, Gil, Leonardo Silva e Diego Renan (Pedro Ken); Elicarlos, Henrique, Marquinhos Paraná e Gilberto (Roger); Thiago Ribeiro (Bernardo) e Kléber. Técnico: Adílson Batista.



UBERLÂNDIA 2 x 5 ATLÉTICO
Motivo: 7ª rodada do Campeonato Mineiro 2010
Data: 28/02/2010
Local: Estádio Parque do Sabiá
Árbitro: Cleisson Veloso Pereira (MG)

Auxiliares: Márcio Eustáquio Santiago (Fifa-MG) e Helberth Costa Andrade (MG)
Público: 9.985

Renda: R$ 129.930,00

Gols: Obina (21', 23', 48'), Muriqui (27'), Marcelo Régis (54'), Paulo Roberto (58'), Carlos Alberto (78')
Cartões Amarelos: Jairo Campos, Obina, Carlos Alberto (Atlético); Emerson, Tita, Wilson, Vertinho, Reginaldo (Uberlândia/MG)

Uberlândia
Flávio, Joilson, Emerson, William Santos, Tita, Wilson (Anderson), Marcelo Labarthe (Reginaldo), Maicon ( Marco Túlio), Paulo Roberto, Marcelo Régis , Vertinho. Técnico: Evair.

Atlético
Aranha, Coelho (Evandro), Cáceres, Jairo Campos, Leandro (Júnior), Jonílson, Correa, Ricardinho, Muriqui, Diego Tardelli, Obina (Carlos Alberto). Técnico: Vanderlei Luxemburgo.



AMÉRICA-TO 2 x 2 ATLÉTICO

Motivo: 5ª rodada do Campeonato Mineiro
Local: estádio Nassari Mattar, em Teófilo Otoni (MG)
Data: 24/03/2010
Gols: Chrys (20′), Coelho (25′), Luiz Henrique 44′), Osvaldir (contra) (45′)
Horário: 16h
Árbitro: Emerson de Almeida Ferreira (MG)
Auxiliares: Celso Luiz da Silva (MG) e Marconi Helbert Vieira (MG)
Cartões amarelos: Leandro (Atlético); Luiz Henrique, Osvaldir, Chrys (América-TO)
Cartões vermelhos: Leandro (Atlético)

América-TO
Cristiano (Fábio Noronha), Osvaldir, Luiz Henrique, Jádson, Júlio César, Araújo, Pablo, Denis, Diego Palhinha, Diogo, Chrys. Técnico: Gilmar Estevam.

Atlético
Aranha; Coelho, Cáceres, Werley e Leandro; Jonílson, Correa (Evandro) e Ricardinho (Fabiano); Muriqui (Júnior), Obina e Diego Tardelli. Técnico: Vanderlei Luxemburgo.





Postado por: Tulio Velloso às 20h02
- envie esta mensagem

CONTINUAÇÃO


ATLÉTICO 1 x 0 DEMOCRATA-GV

Motivo: 8ª rodada do Campeonato Mineiro 2010
Data: 06/03/2010
Local: Estádio Mineirão
Árbitro: André Luis Martins Dias Lopes (MG)
Auxiliares: Márcio Eustáquio Santiago (Fifa-MG) e Flamarion Sócrates da Silva (CBF/MG)
Público: 11.548
Renda: R$ 165.480,00
Gol: Júnior (66')
Cartões Amarelos: Jairo Campos, Fabiano, Renan Oliveira, Obina, Marques (Atlético); Alex Santos, Lúcio, Duda Araxá, Saulo, Rafael Lopes (Democrata-GV).
 
Atlético
Aranha, Coelho, Cáceres, Jairo Campos, Júnior, Jonílson, Fabiano (Carlos Alberto), Renan Oliveira (Marques), Ricardinho (Evandro), Muriqui, Obina. Técnico: Vanderlei Luxemburgo.

Democrata-GV
Vilar, Alex Santos, Lúcio, Matheus, Duda Araxá, Magal, Beto (João Vitor), Saulo, Eraldo, Edmundo, Marcel (Sandro). Técnico: Moacir Júnior.



ATLÉTICO 4 X 0 CALDENSE
Motivo: 9ª rodada do Campeonato Mineiro 2010
Data: 13/03/2010
Local: Estádio Mineirão
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (MG)
Auxiliares: Helberth Costa Andrade (MG) e Marconi Helbert Vieira (MG)
Público: 11.544
Renda: R$ 161.040,00
Gols: Renan Oliveira (40’), Fabiano (49’, 62’), Obina (51’)
Cartões Amarelos: Xandinho, André, Juninho e Félix (Caldense/MG), Júnior e Evandro (Atlético).

Atlético
Aranha, Coelho, Cáceres, Jairo Campos, Júnior, Zé Luís, Fabiano (Jonílson), Ricardinho (Evandro), Renan Oliveira (Marques), Muriqui, Obina. Técnico: Vanderlei Luxemburgo.

Caldense
Marcão, Renaldo, Carciano, Fábio Paulista, Maxsuel, Radar ( Juninho), Xandinho ( André), Nenê Miranda, Walderi ( Félix), Luisinho, Alexandre Bortolato. Técnico: Paulo César Catanoce.



VILLA NOVA 1 x 3 ATLÉTICO
Motivo: 10ª rodada da fase de classificação do Campeonato Mineiro
Data: 21/3/2010
Gols: Obina (8’) (25’), Renan Oliveira (53’); Warley (67’)
Estádio: Castor Cifuentes
Cidade: Belo Horizonte (MG)
Árbitro: André Luiz Martins Dias Lopes (CBF/MG)
Auxiliares: Helbert Costa Andrade (CBF/FMF) e Marcelo Francisco dos Reis (MG)
Cartões amarelos: Zé Luis, Benítez, Muriqui, Jairo Campos (Atlético); João Júnior, Hernani, Luiz Ricardo (Villa Nova)

Villa Nova
Rafael; João Júnior, Alexandre e Vinícius; Alex (Rodrigo), Rafinha (Hernani), Luiz Ricardo, Tucho e Marcel; Marlon e Warley (Paulo). Técnico: Flávio Lopes.

Atlético
Aranha; Jairo Campos, Werley e Benítez; Carlos Alberto, Zé Luis, Evandro (Fabiano), Renan Oliveira (Coelho) e Leandro; Muriqui (Pedro Paulo) e Obina. Técnico: Vanderlei Luxemburgo.



ATLÉTICO 6 x 0 ITUIUTABA
Motivo: 11ª rodada da fase de classificação do Campeonato Mineiro
Data: 28/3/2010
Estádio: Mineirão
Cidade: Belo Horizonte (MG)
Gols: Fabiano (10’) (15’), Diego Tardelli (28’) (76’) (85’), Renan Oliveira (52’)
Público: 12.012
Renda: R$ 160.642,50
Árbitro: Joel Tolentino Damata Júnior
Auxiliares: Marconi Helbert Vieira e Jair Albano Félix
Cartões amarelos: Neylor, Machado, Kanu (Ituiutaba)

Atlético
Aranha; Coelho (Carlos Alberto), Cáceres, Jairo Campos (Werley) e Leandro; Zé Luis, Fabiano, Júnior (Muriqui) e Renan Oliveira; Diego Tardelli e Obina. Técnico: Vanderlei Luxemburgo.

Ituiutaba
Rafael; Mateus, Neylor (Denner), Kanu e Alex Braz (Machado); Olívio, Claudinei, Alexandre Porto (Valderrama) e Peri; Dinho e Ednaldo. Técnico: Nedo Xavier.



AMÉRICA 3 x 3 ATLÉTICO
Motivo: jogo de ida das quartas-de-final do Campeonato Mineiro
Data: 4/4/2010
Estádio: Mineirão
Cidade: Belo Horizonte (MG)
Público: 15.423
Renda: R$ 328.152,50
Gols: Laécio (7’), Danilo (29’), Fabiano (30’) (40’) (44’), Rodrigo (76’)
Árbitro: Joel Tolentino da Mata Júnior (MG)
Auxiliares: Guilherme Dias Camilo (MG) e Celso Luiz da Silva (MG)
Cartões amarelos: Fabiano, Cáceres, Ricardinho (Atlético); Irênio, Otávio, Dudu, Leandro Ferreira (América)

América
Flávio; Preto, Gabriel Santos e Otávio (Zé Rodolfo); Danilo, Rodrigo, Dudu, Leandro Ferreira e Irênio; Laécio (Ulisses) e Luciano (Euller). Técnico: Mauro Fernandes.

Atlético
Aranha; Coelho (Carlos Alberto), Cáceres, Werley e Leandro; Jonílson, Fabiano, Júnior (Ricardinho) e Renan Oliveira (Giovanni); Muriqui e Diego Tardelli. Técnico: Vanderlei Luxemburgo.



ATLÉTICO 2 x 2 AMÉRICA
Motivo: jogo de volta das quartas-de-final do Campeonato Mineiro
Data: 7/4/2010
Estádio: Ipatingão
Cidade: Ipatinga (MG)
Gols: Zé Luis (50’), Carlos Alberto (67’); Joãozinho (73’), Danilo (90’)
Árbitro: Ricardo Cardoso Conceição (MG)
Auxiliares: Guilherme Dias Camilo (MG) e Celso Luiz da Silva (MG)
Cartões amarelos: Werley, Leando, Diego Tardelli (Atlético); Preto,Gabriel, Flávio (América)
Cartão vermelho: Preto (América)

Atlético
Aranha; Cáceres (Leandro), Werley e Jairo Campos; Coelho (Carloa Alberto), Zé Luis, Fabiano, Renan Oliveira e Júnior (Ricardinho); Muriqui e Diego Tardelli. Técnico: Vanderlei Luxemburgo.

América
Flávio; Gabriel Santos, Preto e Moisés (Joãozinho); Danilo, Dudu, Leandro Ferreira, Rodrigo e Irênio (Zé Rodolfo); Laécio (Fabrício) e Fábio Júnior. Técnico: Mauro Fernandes.



ATLÉTICO 2 x 1 DEMOCRATA
Motivo: jogo de ida da semifinal do Campeonato Mineiro
Data: 10/4/2010
Estádio: Ipatingão
Cidade: Ipatinga (MG)
Público: 4.787
Renda: R$ 124.810,00.
Gols: Diego Tardelli (15’), Renan Oliveira (24’); Wanderson (56’)
Árbitro: Cleisson Veloso Pereira (CBF/MG)
Auxiliares: Márcio Eustáquio Santiago (Fifa/MG), Jair Albano Félix (CBF/MG)
Cartões amarelos: Fabiano (Atlético); Lúcio, Wanderson, Eraldo (Democrata)

Atlético
Aranha; Carlos Alberto, Jairo Campos, Werley e Leandro; Zé Luis, Fabiano, Ricardinho (Correa) e Renan Oliveira (Júnior); Muriqui (Marques) e Diego Tardelli. Técnico: Vanderlei Luxemburgo.

Democrata
Bruno; Alex Santos, Lúcio, Matheus e Magal; Dudu Araxá, Saulo, Marcel (Sandro Manoel) e Wanderson (Celinho); Ely Thadeu (Beto) e Eraldo. Técnico: Moacir Júnior.



DEMOCRATA 0 x 0 ALÉTICO
Motivo: jogo de volta da semifinal do Campeonato Mineiro
Data: 17/4/2010
Estádio: Mineirão
Cidade: Belo Horizonte (MG)
Público: 15.114
Renda: 269.671,50
Árbitro: Emerson de Almeida Ferreira (MG)
Auxiliares: Helbert Costa Andrade (MG) e Celso Luiz da Silva (MG)
Cartões amarelos: Dudu Araxá (Democrata)

Democrata
Bruno; Alex Santos, André Moura, Matheus e Magal; Dudu Araxá, Saulo (Celinho), Ely Thadeu (Rafael Lopes) e Wanderson; Beto (Sandro Manoel) e Eraldo. Técnico: Moacir Júnior.

Atlético
Aranha; Benítez, Werley e Jairo Campos; Carlos Alberto, Zé Luis, Correa, Ricardinho (Júnior) e Leandro; Renan Oliveira (Muriqui) (Marques) e Diego Tardelli. Técnico: Vanderlei Luxemburgo.



IPATINGA 2 x 3 ATLÉTICO
Motivo: 1° jogo da final do Campeonato Mineiro
Data: 25/4/2010
Gols: Joabe (11’), Diego Tardelli (29’), Muriqui (50’) (83’), Luizinho (73’)
Público: 11.000
Renda: R$ 285.600,00
Estádio: Ipatingão
Cidade: Ipatinga (MG)
Árbitro: Sálvio Spínola Fagundes Filho (Fifa-SP)
Auxiliares: Emerson Augusto de Carvalho (Fifa-SP) e Vicente Romano Neto (CBF-SP)
Cartão amarelo: Jonílson (Atlético)

Atlético
Aranha; Carlos Alberto, Jairo Campos, Werley e Leandro (Júnior); Zé Luis, Fabiano (Jonílson), Correa (Benítez) e Ricardinho; Muriqui e Diego Tardelli. Técnico: Vanderlei Luxemburgo.

Ipatinga
Douglas; Max, Éber e Sílvio; Luizinho, Leanderson, Mateus (Afonso), Francismar (Reina) e Marinho Donizete; Danilo Dias e Joabe (Muller). Técnico: Gilson Kleina.



ATLÉTICO 2 x 0 IPATINGA
Motivo: 2° jogo da final do Campeonato Mineiro
Data: 2/5/2010
Estádio: Mineirão
Cidade: Horizonte (MG)
Gols: Diego Tardelli (70’), Marques (42’)
Público: 60.704
Renda: R$ 1.209.820,00
Árbitro: Paulo César Oliveira (Fifa-SP)
Auxiliares: Alessandro Matos (Fifa-BA) e Marcelo Gasse (CBF-SP)
Cartões amarelos: Werley, Fabiano (Atlético); Sílvio, Reina (Ipatinga)

Atlético
Aranha; Carlos Alberto, Jairo Campos, Werley e Leandro (Júnior); Zé Luis, Correa (Cáceres), Fabiano e Ricardinho; Muriqui (Marques) e Diego Tardelli. Técnico: Vanderlei Luxemburgo.

Ipatinga
Douglas; Luizinho (Joabe), Sílvio, Max e Marinho Donizete, Leanderson, Max Carrasco, Afonso e Francismar (Muller); Danilo Dias e Reina (Patrick). Técnico: Gilson Kleina.



O Atlético terminou o campeonato com o maior número de vitórias (9), o melhor ataque (41 gols), o melhor saldo de gols (19) e foi o time que menos perdeu (apenas 1)
. Além disso, o time cresceu na hora certa e conquistou o título sem contestação, impondo sua superioridade sobre os demais.


Parabéns Galo!
Parabéns MASSA!
Parabéns Alexandre Kalil e sua diretoria, Vanderlei Luxemburgo e comissão técnica e a todos os jogadores do elenco. Juntos, mostramos que somos capazes de honrar ainda mais o nome de Minas e do Atlético no cenário esportivo mundial.
Um obrigado especial ao Marques, ídolo maior da minha geração.





Para seguir o Paixão em Preto e Branco no Twitter, clique aqui.



Postado por: Tulio Velloso às 19h05
- envie esta mensagem

É HORA DA DECISÃO


Atlético versus Ipatinga - Decisão do Campeonato Mineiro 2010

Tudo pronto para mais uma decisão do Campeonato Mineiro. De um lado, um time em busca de uma identidade, vindo de três belas vitórias consecutivas, e que conta com a mais fiel e fanática torcida do futebol brasileiro, empolgada pelos últimos jogos. Prova disso é que todos os 64.800 ingressos foram vendidos. Para completar, um técnico experiente, considerado um dos maiores mestres do futebol na atualidade e acostumado com grandes decisões. Do outro lado, um time jovem, aguerrido, que costuma se dar bem em terras inimigas e que mostrou ter competência para brigar pelo seu segundo título estadual. São esses os ingredientes de Atlético e Ipatinga para daqui a pouco, a partir das 16 horas, no Mineirão, começarem a grande finalíssima do Campeonato Mineiro 2010.

O Atlético tem vantagem e pode perder até por um gol de diferença, já que venceu o primeiro jogo por 3x2, semana passada em Ipatinga. Mas isso não é motivo de euforia na Cidade do Galo, pois tanto o técnico Vanderlei Luxemburgo quanto os jogadores alvinegros sabem da capacidade do Tigre. Por isso, a ordem é jogar com concentração total, em busca da vitória, mas sempre respeitando o adversário.

Para o Galo, vale o 40º título mineiro. Se o time confirmar sua supremacia em Minas Gerais, o Atlético será o único clube brasileiro a alcançar a marca de 40 títulos estaduais. Para tanto, basta manter duas marcas: a invencibilidade de 27 partidas contra times do interior de MG e a de 12 jogos no ano.


Força Galo!

Com humildade e respeito ao adversário, temos tudo para conquistar mais um título mineiro.



Saudações alvinegras.




Para seguir o Paixão em Preto e Branco no Twitter, clique aqui.



Postado por: Tulio Velloso às 12h15
- envie esta mensagem

EM BUSCA DO TÍTULO INÉDITO


Ficha técnica de Juventus/AC X Atlético, válido pela 1ª fase da Copa do Brasil 2010

O Atlético inicia amanhã mais uma caminhada rumo à conquista inédita da Copa do Brasil. E o 1º desafio é contra o desconhecido Juventus/AC, às 21h50, no Estádio Arena da Floresta, na capital acreana.

A competição passou a ser encarada como prioridade para o clube neste 1º semestre, pois é o caminho mais curto para se chegar à Libertadores da América. E esse foi o motivo pelo qual a diretoria apostou alto na contratação de Vanderlei Luxemburgo e sua super comissão técnica. Mas a caminhada promete ser árdua, uma vez que outros grandes times brasileiros estão na competição em busca do mesmo objetivo.

Porém o Atlético está empolgado, já que mesmo perdendo o clássico sábado passado, a equipe fez o seu melhor jogo na temporada. Desta forma, o Galo espera manter o ritmo e garantir a vaga na 2ª fase já amanhã. Basta derrotar o adversário por 2 ou mais gols de diferença.

Pensando nisso, Vanderlei Luxemburgo ainda não definiu o time que joga amanhã. A dúvida ainda é a escalação ou não de 3 atacantes. A única certeza do técnico é que o paraguaio Cáceres entra na zaga no lugar de Werley. Nos demais setores, não deve haver mudanças.

O Atlético que se cuide, pois alguns times grandes foram surpreendidos e não conseguiram eliminar o jogo de volta, casos de Botafogo, Palmeiras e Vasco. Por isso é necessário encarar o adversário com seriedade e respeito, pois desta forma a vitória vem naturalmente.


Força Galo!
Eu acredito numa vitória fácil e na classificação antecipada para a 2ª fase.



Saudações alvinegras.




Para seguir o Paixão em Preto e Branco no Twitter, clique aqui.



Postado por: Tulio Velloso às 20h47
- envie esta mensagem

DERROTA INJUSTA


Ficha técnica de Atlético 1x3 marias

Se há um esporte onde a injustiça quase sempre reina, esse esporte é o futebol. Na maioria da vezes em que existe a injustiça, o melhor não ganha ou é impedido de ganhar. Foi isso que aconteceu ontem a tarde no Mineirão, na derrota do Atlético para as marias, por 3x1, gol de Jairo Campos.

Mais uma vez, o Galo foi claramente prejudicado pela arbitragem. Num destes erros, o mais crucial da partida e no momento que o jogo ainda estava empatado em 1x1, o bandeirinha Jair Albano Félix errou feio ao assinalar impedimento e anular o gol legítimo de Diego Tardelli, logo aos 3 minutos da etapa complementar, lance que culminaria a virada alvinegra. O atacante estava em condição legal (pelo menos 1 metro) quando saiu para receber o passe. Talvez este lance tenha determinado o resultado final do jogo, uma vez que o alvinegro era melhor em campo e ficaria em vantagem no placar.

Engana-se, porém, quem pensa que este foi o único erro do trio de arbitragem. Ao longo do certame, o senhor Renato Cardoso Conceição aplicou critérios diferentes para punir os atletas dos dois times; enquanto os do Atlético eram advertidos com cartões amarelos por faltas banais, os do lado purpurinado (e agora também flanelados) apenas recebiam chamados de atenção em lances idênticos. E o penalti que Leonardo Silva cometeu em Muriqui e que o "juizão" não quis marcar, quando o jogo permanecia 1x1? Medo, pressão, má fé ou simplesmente falta de capacidade técnica? Revejam a partida e tirem suas próprias conclusões... E aqui encerra-se a parte em que o Galo foi impedido de ganhar.

Agora vamos falar especificamente do jogo, da parte em que o melhor nem sempre ganha. O Atlético, pela 1ª vez na temporada, chegou a me empolgar. O time jogou consciente, dominou as ações, anulou o adversário e imprimiu um ritmo forte de marcação. Foi superior ao rival até o técnico Luxemburgo resolver inventar, aos 30 minutos do 2º tempo, mas não teve competência para aproveitar as inúmeras - e muitas vezes claras - oportunidades de gol.

O técnico aliás, acabou virando vilão. Armou o time perfeito em campo, no 4-4-2, e deu um nó tático no adversário, o que é sua especialidade. Mas assim como a arbitragem, também errou feio ao apostar no trio ofensivo a 15 minutos do fim, colocando Obina no lugar de Renan Oliveira (peso morto em campo).

Foi nesse momento, em que o time era superior, que o Atlético perdeu o controle do meio-campo e consequentemente o domínio da partida. Luxemburgo pecou ainda mais ao tirar o até então disciplinado (taticamente falando) Ricardinho para colocar o apagado Júnior. Na sua última lambança, o treinador tirou o nosso único volante pegador para colocar Marques, passando de 4-3-3 para 4-2-4.

A partir daí, entregou a vitória ao rival de mão beijada: levamos 2 gols em 7 minutos e saímos de campo mais uma vez derrotados frente ao nosso maior adversário. Ou seja, se alguém do Atlético teve "culpa no cartório" ontem, esse alguém é Vanderlei Luxemburgo, um dos maiores técnicos do futebol brasileiro.

Individualmente, Jairo Campos foi o melhor do time e vem provando jogo a jogo que sua contratação foi acertada. Muriqui também fez uma boa partida, mas teve sua atuação um pouco manchada pelo excesso de gols perdidos. Tardelli, Ricardinho, Correa e Leandro também foram bem.

Por outro lado, Werley se mostrou inseguro e falhou no 2º gol das purpurinadas, deixando o zagueiro delas cabecear livre à meia altura. Carini, que mais parece um "1º zagueiro", estava bastante adiantado no último gol. Ele precisa se decidir rápido: ou joga de vez na "linha" ou então aprende a ficar embaixo das traves. Nesse meio termo é que não dá para continuar. Renan Oliveira, que teve mais uma chance e não correspondeu, parece nem ter entrado em campo. É outro que precisa definir o que quer da vida.

No geral, apesar de erros e acertos, o Atlético foi bem e mostrou que, em termos de time e dentro das 4 linhas, não deve nada ao rival. Não ganhou ontem por incompetência, tanto da arbitragem, quanto de alguns jogadores e do próprio técnico. Agora é levantar a cabeça e dar sequência no trabalho, mas sem invenções mirabolantes. E que o Luxemburgo aprenda uma velha lição: não se mexe em time que está ganhando.


Suadações alvinegras e até a próxima!




Para seguir o Paixão em Preto e Branco no Twitter, clique aqui.



Postado por: Tulio Velloso às 08h56
- envie esta mensagem

E LÁ VEM O CLÁSSICO...


Ficha técnica de Atlético versus Cruzeiro

20 de fevereiro de 2010... fim do carnaval e começo do ano para a grande maioria do povo brasileiro. E, coincidência ou não, esta data também marcará o "início" da temporada para os comandados de Vanderlei Luxemburgo, que terão pela frente o primeiro teste real no ano: o clássico contra as marias. O jogo acontecerá amanhã, a partir das 17 horas, no Mineirão.

Se do lado delas o time está definido, no Atlético o treinador ainda tem uma dúvida: jogar ou não com três atacantes. Se optar por essa formação, Obina formará o trio ofensivo com Muriqui e Tardelli. Caso contrário, ele cederá seu lugar à Renan Oliveira, que ficará responsável pela munição do ataque alvinegro. Independente de quem jogará, chegou a hora do Atlético de Vanderlei Luxemburgo mostrar sua verdadeira cara, já que até agora o time não embalou e possui apenas uma vitória em quatro jogos neste ano. Muito pouco para um técnico considerado de ponta no futebol brasileiro, mesmo que em início de trabalho.

Por isso Luxemburgo sabe bem da importância do jogo, mas tenta passar a impressão de que a partida é apenas mais uma qualquer. "Nunca vou dizer que um clássico não tenha nenhuma importância, mas ele não define parâmetro de trabalho. Fui contratado para fazer um trabalho de duas temporadas e isso vai ser feito, independentemente do clássico", garante o treinador. Porém o jogo é um divisor de águas e vencê-lo, mesmo jogando mal, é de extrema importância para a sequência da competição e até mesmo para o psicológico do grupo.

Já para Diego Tardelli, nossa maior esperança de gol, o clássico é especial por tudo que envolve: "Representa muito, envolve bastante coisa, o clima da cidade, das duas torcidas. Clássico é sempre bom jogar. Estamos bem preparados e com muita vontade de vencer, então, acho que tem tudo para dar certo, pela vontade que o Vanderlei está passando", garante.

O favoritismo novamente é delas, já que o elas possuem o mesmo grupo há mais ou menos três temporadas e o Atlético ainda está em formação. Mas se tratando de clássico as forças se equivalem e quem entrar com mais raça, determinação e disciplina tática, certamente sai vencedor. E é exatamente isso que nós, torcedores, esperamos do Galo em campo amanhã. Se faltar técnica, entrosamento e ritmo de jogo para a equipe, que os jogadores pelo menos entrem em campo com garra, com gana e acima de tudo superando suas limitações técnicas e táticas. Desta forma, a torcida retribui fora de campo e o Atlético é quem ganha com essa união.


Força Galo e vá pra cima delas!


Saudações alvinegras.




Para seguir o Paixão em Preto e Branco no Twitter, clique aqui.



Postado por: Tulio Velloso às 22h20
- envie esta mensagem

SORTE OU COMPETÊNCIA?


Anteontem pela manhã tive uma discussão sadia, via Twitter, com o Roberto Filho, do blog Lances & Nuances. O assunto em questão era quem deveria ser o titular da camisa número um do Atlético. Para mim, chegou a hora de dar uma oportunidade ao jovem Renan Ribeiro, garoto da base e com passagens pela Seleção Brasileira (categorias sub17 e sub20). Roberto Filho é "defensor" do uruguaio Carini e totalmente contrário à idéia de se dar uma chance ao prata da casa, pois acha muito cedo para lançar um "garoto que ainda tá na puberdade" e que isso acabaria com a carreira do promissor goleiro.

Primeiramente, ele partiu do pressuposto que Renan Ribeiro, caso se torne o titular, vai entrar no gol, falhar bisonhamente (como Carini e Aranha vem falhando), ser crucificado pela Massa e queimar para sempre sua carreira. Mas fica a pergunta: será que Renan Ribeiro é tão ruim assim?

Renan Ribeiro, a jovem promessa do gol alvinegro
Renan Ribeiro, a jovem promessa do gol alvinegro

Quando questionei o Roberto sobre Diego Alves, ex-goleiro do Atlético que assumiu a titularidade em um momento muito mais conturbado, ele me disse que o goleiro quase teve a carreira arruinada e que contou com SORTE para conseguir dar a volta por cima. Foi então que resolvi criar esse post, baseando-se no seguinte questionamento: Diego teve sorte ou competência?

Eu acredito que Diego Alves não teve só competência, como também teve personalidade para superar toda desconfiança da torcida (após falhar em 3 gols num mesmo jogo). Ele deu a volta por cima não por sorte, mas por ser um excelente goleiro. Tanto que saiu do Atlético em 2007 e está nos planos do Real Madri para esta temporada. Vale lembrar que, naquela época (2005), Diego tinha apenas 20 anos, a mesma idade que Renan Ribeiro vai completar no próximo mês.

Diego Alves
Diego Alves: sorte ou competência?

A diferença entre eles, no entanto, está no momento do time. Quando Diego Alves falhou e foi crucificado pela Massa, o Atlético estava em queda livre rumo à 2ª divisão do Campeonato Brasileiro. O elenco estava rachado, a torcida estava desesperada e a diretoria não tinha crédito com a Massa nem os jogadores. O fim dessa história todos conhecemos...

Hoje o clima no clube é completamente outro. A torcida está em lua de mel com o time, com o treinador e com a diretoria. A única insatisfação é em relação ao goleiro titular da equipe. Por isso mesmo, Renan Ribeiro poderia se aproveitar da situação para mostrar o seu verdadeiro valor e adquirir experiência, uma vez que o Campeonato Mineirão não exige tanto assim de um jogador em relação ao nível técnico.

Portanto, fica a dica para o treinador Vanderlei Luxemburgo dar uma oportunidade a Renan Ribeiro. Pois tenho certeza que com a qualidade técnica do garoto, mais competência e uma sequência no trabalho, o jovem pode deixar de ser uma promessa e se tornar uma realidade no clube. Afinal de contas, a sorte só acompanha quem tem competência.


Saudações alvinegras!



PS: Como também sou filho de Deus, vou tirar uns merecidos dias de descanso para viajar e durante esse período o Paixão em Preto e Branco ficará sem atualização. Voltamos à programação normal dia 19/02, um dia antes do clássico contra as marias. Um bom carnaval para todos e que o Atlético se acerte até lá.




Para seguir o Paixão em Preto e Branco no Twitter, clique aqui.



Postado por: Tulio Velloso às 14h45
- envie esta mensagem

EMPATE INDIGESTO


Ficha técnica de Atlético 1x1 Ipatinga

Antes da bola rolar, o clima era perfeito no Gigante da Pampulha. Novo esquema tático... um meio-campo diferente dos anteriores... a tão esperada estréia de Obina... quase 29 mil pagantes e a expectativa de tantos outros milhões de torcedores para enfim ver um Atlético diferente, mais eficiente no ataque e na defesa e com todos os setores jogando em harmonia. Ledo engano.

Mais uma vez, o time não correspondeu às expectativas dos torcedores e penou para empatar com o Ipatinga, com um gol de Muriqui aos 42 minutos do 2º tempo, depois de uma jogada que saiu dos pés - e da cabeça - de jogadores que vieram do banco, Marques e Carlos Alberto, respectivamente.

Ficou claro que o Atlético ainda está longe do entrosamento ideal. E o time sentiu isso do meio para frente. Zé Luís fez aquilo que era esperado: lutou e marcou bastante. Ricardinho, pela 1ª vez desde que chegou ao Galo, assumiu seu verdadeiro papel: deu passes e lançamentos precisos e, de quebra, ajudou na marcação, chegando a desarmar alguns ataques do adversário. Fabiano, por sua vez, mostrou que não merece a confiança nem mesmo de seu sogro: é lento, erra muitos passes e não justificou em nenhum momento sua titularidade.

No ataque, Obina foi discreto. Apesar de esforçado, tem pouca intimidade com a pelota. Diego Tardelli, que pediu mais um mês para voltar à velha forma, jogou com inteligência e foi o destaque do time, mesmo jogando fora da área (consequentemente longe do gol adversário). Muriqui, outro também que se esforça bastante, continua mostrando que pode ser muito útil ao Atlético, assim como Marques, que entrou no 2º tempo e fez o cruzamento que resultou no gol de empate da equipe.

Carlos Alberto entrou e mostrou muita disposição: defendeu, marcou e apareceu ao ataque para finalizar. Para mim, merece uma chance no time titular. Quanto à Renan Oliveira, tentou algumas jogadas mas não estava numa tarde feliz.

E por falar em tarde infeliz, o goleiro Carini se superou: levou um frango daqueles inesquecíveis, que há muito não se via no Mineirão. Isso só serviu para provar minha tese que ele não passa nenhuma segurança para os demais companheiros. Por ser um goleiro com larga experiência internacional, é inadmissível tomar um gol do jeito que tomou, num chute despretensioso de longa distância. E o gol acabou abalando o restante do time, que se viu dominado pelo adversário grande parte do 2º tempo.

Pelo visto, vai ser mais uma semana de trabalho duro na Cidade do Galo. Luxemburgo vai ter que corrigir os erros marcação, de posicionamento e de finalização da equipe. O treinador também terá que rever a escalação, uma vez que alguns jogadores não renderam o esperado. Mas como ele está sendo pago para isso, só nos resta aguardar e continuar na expectativa de dias melhores para o Atlético.


Suadações alvinegras e até a próxima!




Para seguir o Paixão em Preto e Branco no Twitter, clique aqui.



Postado por: Tulio Velloso às 00h37
- envie esta mensagem

GALO VAI PRA CIMA DELES


Ficha técnica de Atlético x Ipatinga

O Atlético entra em campo hoje cheio de novidades para enfrentar o Ipatinga, a partir das 17 horas, no Mineirão, em jogo válido pela 3ª rodada do Campeonato Mineiro. Pela 1ª vez na temporada, o técnico Vanderlei Luxemburgo decidiu inovar e trocou o tradicional esquema 4-4-2 pelo 4-3-3, deixando o Galo mais ofensivo. "A expectativa é de ver o time com uma característica diferente. Após a minha entrevista da contratação do Obina, foi muito falado que eu poderia jogar com três atacantes. Isso foi muito comentado e criou no torcedor uma expectativa diferente para ver o que vai acontecer", disse Luxemburgo, que espera que o torcedor compareça em grande número hoje e faça a diferença.

Para tanto, o treinador promoveu algumas mudanças e estréias na equipe. No gol, Carini permanece como titular. No meio-campo, setor que sofreu o maior número de modificações, o volante Zé Luís reestréia no lugar de Jonílson; Fabiano ganhou a vaga de Correa e Evandro foi sacado do time para a entrada do também estreante Obina, que formará o trio ofensivo com Diego Tardelli e Muriqui.

Obina aliás, promete corresponder a expectativa de grande parte da torcida se entregando totalmente dentro de campo: "Eu vou procurar fazer isso, que é o que eu venho fazendo sempre. Para mim, enquanto a bola não sair, eu não vou desistir. Vou procurar lutar ao máximo para fazer os gols ou colocar o companheiro em uma colocação boa de fazer o gol", garante o atacante.

Até o final da tarde ontem, 13.806 ingressos já haviam sido vendidos para a partida. A expectativa da diretoria é de um público superior a 30 mil pessoas.


Saudações alvinegras e boa sorte ao Galo e aos estreantes!




Para seguir o Paixão em Preto e Branco no Twitter, clique aqui.



Postado por: Tulio Velloso às 08h37
- envie esta mensagem

RINHA DE GALO


Ficha técnica Atlético X Tupi pela 2ª rodada do Campeonato Mineiro 2010

Prezados internautas, excepecionalmente esta semana a ficha técnica do jogo entre Atlético e Tupi, válido pela 2ª rodada do Campeonato Mineiro, teve que ser adiantada em dois dias. Como viajo hoje a noite e só volto domingo depois do jogo, deixo acima uma provável escalação de ambas equipes (a do Atlético está praticamente confirmada, enquanto a do Tupi deverá sofrer uma ou outra alteração).

Atenciosamente,


Túlio Velloso
Paixão em Preto e Branco





Para seguir o Paixão em Preto e Branco no Twitter, clique aqui.



Postado por: Tulio Velloso às 21h45
- envie esta mensagem

PRIMEIRA IMPRESSÃO


Depois da expectativa e ansiedade pela estréia do Atlético no Campeonato Mineiro 2010, chegou a hora de opinar sobre a impressão deixada pelo time de Vanderlei Luxemburgo após o empate - frustrante, diga-se de passagem - com o América, domingo passado no Mineirão. Todos sabemos que foi o 1ª jogo da equipe na temporada e que muita coisa ainda deve melhorar, mas também não podemos negar que esperávamos bem mais do time na estréia, pois ele é praticamente o mesmo que terminou 2009 jogando junto.

Luxemburgo gostou do novo Atlético
Treinador terá que se desdobrar para armar um time competitivo

No gol, se Luxemburgo tinha dúvida, agora vai ficar ainda mais confuso. Aranha, apesar de fazer três defesas importantes, falhou bisonhamente em alguns lances e demonstrou insegurança grande parte do jogo. Quanto à Carini, chegou com status de craque e até hoje não ganhou a confiança da torcida e nem do próprio treinador. Por isso volto a perguntar: não seria a hora de dar uma chance a Renan Ribeiro para ele adquirir experiência?

O resto do setor defensivo voltou a dar dor de cabeça nos torcedores. Coelho correu e lutou muito, mas foi pouco produtivo tanto defensiva quanto ofensivamente. Pelo seu lado, originou-se o gol do América e várias outras jogadas de perigo do adversário. Já Leandro, na outra lateral, fez um jogo tímido e, sinceramente, não me fez esquecer Thiago Feltri(ainda). No miolo da zaga, Werley mais uma vez provou que não tem condições de vestir a camisa titular do Atlético: é lento, desatento, se posiciona mal e não consegue acompanhar nenhum atacante adversário. Jairo Campos, por sua vez, fez uma boa estréia e deixou a Massa esperançosa quanto ao seu futuro no clube.

No meio-campo, o principal setor do time, está a minha maior preocupação. Jonílson vinha fazendo o de costume em campo até ser expulso. Correa e Ricardinho são lentos armação de jogadas, não sabem marcar e não cobriram as subidas constante dos laterais americanos, deixando vários espaços entre o meio-campo e a defesa. Evandro foi uma peça nula: não marcou, não criou e não atacou. Outra dúvida é em relação à escalação: será que Correa e Ricardinho podem atuar juntos? Ao meu ver, um dos dois deveria ser substituído por um volante pegador, para dar maior proteção à zaga.

No ataque, Muriqui deu mostras que tem potencial para ser o parceiro de Diego Tardelli. É um jogador rápido, que procura o jogo e parte para cima do adversário. Com um pouco mais de entrosamento, a dupla pode repetir o sucesso de Éder/Tardelli. Este, aliás, fez uma partida discreta e quase não acertou nada que tentou.

No geral, o time não foi bem e me deixou um pouco preocupado para o restante da temporada. Será preciso a contratação de alguns reforços para o Atlético possa almejar algo maior na temporada, visto que o elenco atual tem carências em praticamente todos os setores.

Saudações alvinegras!




Para seguir o Paixão em Preto e Branco no Twitter, clique aqui.



Postado por: Tulio Velloso às 06h55
- envie esta mensagem

TUDO IGUAL NO MINEIRÃO


Ficha técnica pós-jogo América x Atlético

Quem esperava ver um time alvinegro entrosado, bem postado dentro das quatro linhas e vitorioso no final do clássico, com certeza se decepcionou. No seu 1º jogo oficial em 2010, o Atlético jogou muito mal, não passou de um empate em 1x1 com o América e só não saiu de campo derrotado por sorte, frustrando assim os mais de 39mil torcedores que compareceram ao Mineirão.

Praticamente com o mesmo time que terminou ano passado, o Galo esteve mal organizado e falhou bastante no setor defensivo. A defesa mais uma vez mostrou toda sua fragilidade, principalmente o zagueiro Werley, um dos piores jogadores em campo. Jairo Campos mostrou personalidade e o Atlético só não saiu derrotado graças a ele, que evitou um gol feito do América aos 40min do 2º tempo. Os laterais Coelho e Leandro apoiaram bastante, mas de forma ineficiente. O goleiro Aranha, que falhou no gol americano logo aos 5min de jogo, fez grandes defesas debaixo das traves mas pecou - e muito - em bolas aéreas e nas investidas com os pés. Resumindo, não trasmitiu segurança nenhuma aos seus companheiros.

No meio-campo, setor que esteve apagado grande parte do jogo, o Atlético não consegiu marcar nem criar. Evandro, "velho" conhecido da Massa, se escondeu por todo tempo em que esteve em campo e foi o pior jogador do Galo. Jonílson estava bem até ser expulso aos 29min do 1º tempo, o que acabou prejudicando o time. Correa e Ricardinho, nitidamente fora de forma, pouco contribuíram. O setor só foi melhorar no 2º tempo, quando Luxemburgo sacou Evandro e colocou Fabiano, que fez o gol de empate atleticano e perdeu outro feito.

No ataque, Diego Tardelli e Muriqui procuraram um ao outro o jogo todo, sem sucesso. Porém, com a sequência de jogos os dois tem tudo para dar certo, uma vez que Muriqui tem características semelhantes à Éder Luís e fez uma boa estréia hoje. Marques, que entrou no final do jogo, deixou uma impressão que infelizmente não tem mais nada a acrescentar ao Atlético. Técnica ele ainda tem de sobra, mas já não tem mais preparo físico, o que é imprescindível para sua a posição.

Vale lembrar que esse foi apenas o 1º jogo do Atlético no ano e que todos sabemos que o time pode render bem mais. No entanto, vimos também um time com um setor defensivo muito frágil, um goleiro que não transmite confiança a ninguém, um meio-campo lento, sem pegada e sem criação. Isso tem um lado positivo: serve para dar uma freada no entusiasmo de alguns torcedores, que achavam que Luxemburgo ia fazer milagre.


Saudações alvinegras!




Para seguir o Paixão em Preto e Branco no Twitter, clique aqui.



Postado por: Tulio Velloso às 22h47
- envie esta mensagem

E VAI COMEÇAR 2010


Ficha técnica América X Atlético

Que rufem os tambores! Hoje a tarde, a partir das 17 horas, o Atlético entra em campo pela 1ª vez na temporada 2010 para enfrentar o América, em jogo válido pela 1ª rodada do Campeonato Mineiro. E junto com o time, a esperança do torcedor alvinegro se renova em busca de um ano novo melhor do que tem sido os anteriores.

Motivos para acreditar nisso, nós, torcedores, temos de sobra. Afinal, além de praticamente manter o mesmo time que brigou pelo título do último Brasileirão até as rodadas finais, o Atlético trouxe um reforço de peso para o banco e que é sinônimo de títulos: trata-se do vitorioso técnico Vanderlei Luxemburgo. Talvez por essse motivo a Massa esteja tão entusiasmada neste início de temporada.

Marques é o símbolo da esperança alvinegra para 2010
Marques: ídolo e sinônimo de esperança para 2010

Porém engana-se quem pensa que o Atlético não tem carências no plantel. Eu, particularmente, não vejo nada de excepcional em nenhum dos nossos dois goleiros, Carini e Aranha. Não seria a hora de dar uma chance a Renan Ribeiro?! Nosso elenco ainda carece de um autêntico lateral direito e de um zagueiro "xerifão", daqueles que impõe respeito a qualquer atacante adversário. No meio-campo, nosso setor mais forte, faltam peças de reposição e um armador que dê conta do recado. Evandro sabe jogar, mas parece que não gosta. Digo o mesmo de Renan Oliveira, que até hoje não correspondeu os elogios que recebeu logo que subiu para o profissional, em 2008. Com a recém chegada de Obina (contratado quarta passada), o ataque alvinegro ganha mais uma opção para o banco. Mas quem poderá suprir uma possível ausência de Diego Tardelli, caso ele confirme sua vaga na Seleção e vá à Copa do Mundo?

Goleiros para temporada 2010
Carini, Renan Ribeiro ou Aranha: quem vai agarrar esta chance?

Por outro lado, temos mesmo que nos entusiasmar com a chegada de Vanderlei Luxemburgo e a manutenção de peças importantes do plantel, como o próprio Diego Tardelli, Correa e Ricardinho. Isso mostra que o clube amadureceu e não sai mais contratando uma barca de jogadores, coisa muito comum nos últimos anos. Dos novos contratados, o zagueiro equatoriano Jairo Campos é uma incógnita; o lateral Leandro é melhor que Thiago Feltri; o atacante Muriqui se equivale a Éder Luís e Obina tem mais nome do que futebol. Dos que voltaram de empréstimo, o volante Fabiano não se firmou aqui ano passado; pouco se sabe sobre o meia Hugo e atacante Marcelo Nicácio vai ter uma nova chance para mostrar que realmente é goleador.

Portanto você, torcedor fanático e fiel, não perca a oportunidade de ver a cara do "novo Atlético" hoje no Mineirão. Vamos lotar o estádio para acompanhar de perto o time que tem tudo para ser sucesso em 2010!


Saudações alvinegras e boa sorte ao Galo!




Para seguir o Paixão em Preto e Branco no Twitter, clique aqui.



Postado por: Tulio Velloso às 09h03
- envie esta mensagem